Crítica Religiosa

Críticas a temas relacionados a qualquer visão religiosa

Desenvolvimento científico na Idade Média

leave a comment »

O intuito do gráfico acima é provar que a Idade Média (também chamada de “Idade das Trevas”) foi um período em que não só não ocorreu avanço científico, mas que retrocedeu todo o avanço já feito para o de mil anos antes. Mas não só isso: a ideia é mostrar que o cristianismo é que foi o responsável por isso. A primeira pergunta que surge é básica, e deveria surgir na cabeça de qualquer adolescente que pensa um mínimo antes de repetir o que vê pela internet:

Esse gráfico é acurado?

Quem tem um mínimo de noção da utilidade de um gráfico sabe que sem números não há gráfico. Aí começam a surgir alguns dos problemas desse gráfico: onde estão esses números? Quem fez esse levantamento, e quais foram as fontes e os critérios utilizados? Como medir objetivamente o que é avanço científico e o que é retrocesso? O modelo atômico de Dalton, por exemplo: foi um avanço ou um retrocesso? Afinal, hoje sabemos que ele estava errado. E como podemos saber que estamos certos hoje? E se amanhã aparecer um outro modelo atômico mais correto, o gráfico mudará? Bom, podemos seguir por esse caminho, pra no final mostrar o problema mais óbvio do gráfico acima: ele não tem base alguma na realidade.

Mas mesmo que esse gráfico tivesse alguma base, ainda há outros pontos importantíssimos a considerar:

  • É só o avanço científico que conta? Ele deve ser buscado a qualquer custo? Conquistar os povos vizinhos, saquear o que tinham e escravizá-los é um custo razoável para manter os avanços científicos? Porque foi isso o que ocorreu na época do Império Romano.
  • Foi o cristianismo que derrubou o Império Romano? Pelo contrário: o cristianismo era mais forte justamente no Império Bizantino, que só caiu mil anos depois. Sem contar que Carlos Magno contou com a ajuda da Igreja para reerguer o império, e provocou uma revolução na educação justamente nessa época.
  • E as invasões bárbaras, não atrapalharam “um pouquinho” não? O autor do gráfico realmente acredita que os avanços científicos tinham condições de evoluir no mesmo ritmo durante as invasões bárbaras? Nessa época, a “Europa secular” estava preocupada com armas para sua própria sobrevivência, não com livros. Se não houvessem os monges católicos, que trabalharam incessantemente nesse período para fazer cópias e mais cópias dos textos antigos durante essa época, tudo teria sido perdido. É de se esperar que o avanço científico tenha diminuído nessa época, e isso não tem nada a ver com quem detinha o poder, mas pelo contexto histórico.
  • A Igreja Católica não “dominou amplamente” esse período, como costumam espalhar por aí. Alguns reis tinham tanta birra com a Igreja que até mesmo nomearam papas de acordo com sua própria vontade. Papas foram expulsos de Roma nessa época, e não foi só uma vez! Portanto, associar um “período de estagnação científica” (que não existiu) ao domínio da Igreja Católica é um completo absurdo.
  • Não havia somente o mundo cristão nessa época. Os muçulmanos tinham seu reino também, e desenvolveram absurdamente a matemática nesse período. Por que isso não aparece no gráfico? Sem contar os avanços feitos no resto do mundo: China, Pérsia, etc.

Conclusão

Esse gráfico é uma fraude completa, feita somente para enganar os mais incautos. Aliás “mais incautos” é até pouco. Só os “muito incautos”, sem capacidade de fazer um mínimo de questionamento, conseguem cair numa conversa dessa.

Referências

Pra não dizerem que sou parcial, vou deixar um link (infelizmente em inglês) de um blog ateu: In Defence of the Middle Ages. O texto inclusive é anti-religioso, a ponto de afirmar que a religião organizada deve ser abolida, mas pelo menos é justo em relação à Idade Média.

Um ótimo livro a respeito é “Como a Igreja Católica Construiu a Civilização Ocidental“, escrito por Thomas E. Woods Jr., católico.

Anúncios

Written by criticareligiosa

17/03/2012 às 17:47

Fazer um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: